sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O caos da saúde


A notícia da morte da garota Stephanie, de 12 anos, após administração de vaselina intravenosa, ao invés de soro fisiológico, por erro de uma auxiliar de enfermagem, mostrou a fragilidade tanto de nosso sistema de saúde e da formação dos profissionais da área, quanto a degradação de um setor que há anos necessita de apoio e recursos para seu bom funcionamento. Conversando com minha amiga Aryane Pedroso(@enairinha), chegamos à conclusão que fatos como esses são tão corriqueiros que perdem seu sentido; o valor humano perde-se totalmente. Nós nos perdemos.
Pode-se dizer assim, que este é apenas um exemplo banal (se é que podemos chamar assim, uma situação que culminou em morte), dada a quantidade de erros médicos que acontecem todos os dias em nosso país: trocas de medicação, operações mal sucedidas, procedimentos incorretos, falta de ética, diagnósticos errôneos, tratamentos imcompletos, descaso... Existe uma vasta variedade de problemas nos quais estamos cansados de ouvir dizer (quem não tem um vizinho ou conhecido que não tenha uma história dessas?), ou até sentir na pele.
Argumentar que nosso governo não disponibiliza condições para um bom serviço de saúde também não justifica todos os males existentes nesta área. O próprio caso da menina Stephanie envolve outras variáveis - a atenção da profissional que a atendeu, a padronização das embalagens de soro e vaselina (que eram praticamente iguais), a checagem de procedimentos pelos profissionais responsáveis...
E o argumento mais plausível que se pode colocar aqui, é apenas um: o fato de apesar da saúde estar caindo aos pedaços, sem recursos e sem infra-estrutura, os profissionais da área ainda pensarem que são DEUSES, que sempre estão corretos, no mais alto pedestal da sabedoria (em verdade, no mais alto pedestal da ignorância). A falta de humildade em buscar auxílio, pedir conselhos ou ajuda nos momentos de dúvida, é o que faz com que sucedam os maiores erros que podemos cometer - o eterno erro do egoísmo.
As mudanças devem ser profundas, inicialmente na educação dos profissionais, seja em colégios técnicos ou faculdades, para que se veja os pacientes de forma global e humanizada; sem isso teremos apenas robôs, meros praticantes de procedimentos frios, e do outro lado uma porção de vítimas crescentes.
Educação e mudança de visão é tudo o que se precisa.

20 comentários:

  1. isso foi um choque para o brasil todo.
    Onde mais vamos errar para causar sofrimento?
    Faço nutrição,e na faculdade a gente aprende, mas e depois oqe acontece não é isso. ¬¬

    ResponderExcluir
  2. gostei pra caramba!
    Muitooo bom seu blog!
    o meu é uma porcaria, mas é uma porcaria original http://comoediante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Isso é a pura realidade vivida em nosso país, a cada dia isso vem piorando e torna-se em toda eleição um discurso bonito de político

    http://juniorchicleteiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente alguns profissionais da rede pública, se é que podemos chama-los de profissionais, tratam os seus pacientes como animais, não dão toda a atenção devida a ele. Acho que não foi só culpa da enfermeira como tbm do hospital que nem se quer colocara etiquetas diferenciadas nas embalagens de soros e outros medicamentos, as embalagens são todas praticamente iguais. Mas isso não quer dizer que a enfermeira teve culpa, ela teve culpa sim foi totalmente falta de atenção dela.

    ResponderExcluir
  5. Um fato muito triste que ás vezes até nos faz desacreditar na humanidade..no momento da exibição da reportagem me coloquei no lugar da mãe e principalmente na agonia da criança pedindo a mãe que não a deixa-se morrer..muito triste mais é a realidade. o povo brinca de politicagem e deixa que pensem por eles.

    ResponderExcluir
  6. Enganos podem ser aceitos, errar é humano é bla bla bla. mas com vida não brinca, cara.

    Inadmissível apenas...
    Espero que um dia a consciência tome conta porque se continuar assim, não vamos ter quem estude a nossa historia...

    Ótimo blog o seu, e tenha certeza de que voltarei mais vezes!

    E obrigada por ter visitado o meu!

    Um beijo querido!

    ResponderExcluir
  7. Nossa me chocou muito esse acontecimento!
    Pelo amor de Deus é muita falta de responsabilidade! Eu faço Odontologia, e assim como você (fisioterapeuta) aprendemos na faculdade que devemos cuidar do próximo como se fossem da nossa família, essa é uma área que não permite erros, pois qualquer erro pode ser fatal assim como esse foi! Esse país tem coisas belas, mas tem umas que envergonham, ricos tem os melhores tratamentos e pobres os mais vagabundos possíveis, sendo atendidos por pessoas despreparadas. Deus dê conforto para a família e amigos dessa garota! Parabéns pelo seu blog, voltarei sempre, estou te seguindo!

    ResponderExcluir
  8. Realmente foi uma atitude imperdoável, fruto da ignorância. Não tem desculpas plausíveis para tal acontecimento. Nada, absolutamente nada justifica um erro que tira uma vida. Mas o ser humano ainda tem que aprender e crescer muito, ou melhor, estar sempre em constante aprendizado valorizando essa continuidade, com atenção e o devido respeito que é o mínimo que devemos uns aos outros. Muitos não tem noção da importância de seus papéis nessa enorme "peça" em que vivemos. Problemas para serem apontados não nos faltam. O que precisamos é de força de vontade e princípios para reverter esse absurdo no meio em que vivemos.

    Gostei do seu blog, obrigada pela visita. Beijos e parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Creio que a facilidade para fazer qualquer faculdade hoje em dia, é normal. Pense em uma pessoa que paga pra fazer uma faculdade Administração e faz mal feita. O pior que pode acontecer é ela mesma tomar no cu.

    Faculdade de medicina devia ser levada bem mais a sério afinal, trata-se da VIDA de OUTRAS PESSOAS.

    É bem além de uma simples curiosidade sobre o corpo humano, e deveria ser levada a sério.

    Direito tem OAB

    E medicina...?

    ResponderExcluir
  10. Por um breve descuido, perde-se uma vida.
    Mas pra quem vê de longe isso não é nada. "Não vai acontecer comigo", é o que pensamos. Como se fôssemos imunes à toda essa incompetência de profissionais e à própria vida. Mas não, somos meros mortais, assim como tudo o que vive.

    ResponderExcluir
  11. Olá.. Primeiramente quero agradecer a sua visita ao meu blog. Que bom que a sua opinião é compatível com a minha. Nós estamos constantemente aprendeu lições com o que a vida nos faz passar.. Isso é um ponto positivo, pelo menos você aprendeu o que era necessário. Sobre o seu post.. Bom, infelizmente esse é um assunto muito triste. Por um descuido, uma falta de atenção.. Não sei, a garotinha perdeu sua vida. Qual era o plano do destino em fazer isso? Bom, isso é algo que não sabemos responder.. Estou seguindo você. Beijos.


    http://aprendereentender27.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Adoro o seu blog. Por isso tem dois selos lá no meu pra você. Espero que você goste hein? Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Isso foi um erro absurdo para um profissional da saúde !

    Mto bom o blog!

    ResponderExcluir
  14. isso e uma vergonha
    http://planetahuumor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Fábio, obrigada pela visita e seja bem vindo ao meu blog. Compreendo isso tudo que disse, infelizmente o sistema atual de saúde brasileiro está realmente um caos.
    Espera-se que dona dilma possa aliviar a barra. Estudo em universidade pública e conheço bem o descaso. ótimo texto e belas palavras.
    Sucesso e volte sempre
    abs, Ju

    ResponderExcluir
  16. Fiquei tão encantada pelo seu comentário no meu blog.. Obrigada. (:

    ResponderExcluir
  17. Muito obrigado, Daniela!
    Encantador é seu texto!
    Bjs!

    ResponderExcluir